5 Dicas para controlar as suas emoções! . CMM
5 Dicas para controlar as suas emoções!

5 Dicas para controlar as suas emoções!

Após um período de reflexão em que tomamos consciência do que estamos a sentir, revela-se fundamental controlar as nossas emoções, ou seja, transmitir os nossos sentimentos de forma apropriada e adequada à situação. Dominar as emoções não é fácil, mas é possível, com trabalho e dedicação pessoal, de forma a não ceder à impulsividade ou passividade. Quando não dominamos as nossas emoções podemos ter que enfrentar algumas consequências negativas, como por exemplo perder um amigo, magoar alguém, ou um simples arrependimento que nos consome a alma.

“Deixar passar algum tempo” deve ser um dos princípios guia das relações com os outros e connosco próprios. Nunca devemos reagir com stress às situações, nem responder de forma imediata a quem nos incomodou, visto que a probabilidade de estarmos alterados do ponto de vista emocional é elevada, condicionando os nossos comportamentos e discurso verbal. Contar até 10, 50 ou 200, consoante o nível de irritabilidade que se tenha, poderá ser um grande aliado em momentos complicados.

Aceitar a nossa responsabilidade nos conflitos é igualmente uma capacidade que todos devemos tentar aperfeiçoar. Normalmente nunca existe só um culpado face a um problema ou discussão. Aceitar a nossa parte da responsabilidade e verbalizar, facilita uma maior tranquilidade para nós e um maior compromisso da outra parte em aceitar e admitir também os seus erros.

Há que conseguir objetivar o problema inicial, visto que pode existir tendência para falar de problemas externos à situação que não contribuem para a resolução do presente e tendem a aumentar os níveis de irritabilidade. Depois de isolar o problema, é fundamental procurar soluções para o resolver. Muitos conflitos, nomeadamente conjugais, prendem-se com levantamento de problemas, mas fraca reflexão na solução, o que dificulta o progresso emocional e relacional. 

Ter uma atitude positiva também é importante pois uma pessoa otimista e bem-disposta terá menos predisposição para se aborrecer. Ter sentido de humor é, por vezes, um ótimo aliado para digerir e neutralizar emoções. Tente sempre ver o lado bom das coisas.

Por fim, respirar fundo, pode parecer básico e simples, mas será que o pratica verdadeiramente? Respirar fundo, com o nosso diafragma, ajuda a tranquilizar, uma vez que estamos a conseguir distribuir mais oxigénio pelo corpo, diminuindo a tensão emocional sentida. 

Vale a pena tentar! 

Dra. Diana Fonseca - Psicóloga Clínica no CMM Santarém
23 de Janeiro de 2019