Disfunções Temporomandibulares e Dor Orofacial . CMM
Disfunções Temporomandibulares e Dor Orofacial

Disfunções Temporomandibulares e Dor Orofacial

Neste Dia Mundial da Saúde Oral queremos dar-lhe a conhecer um grupo de patologias que a maior parte das pessoas não associa à Medicina Dentária e que estão muitas vezes subdiagnosticadas, com uma influência directa na diminuição da qualidade de vida dos pacientes – as disfunções temporomandibulares e dor orofacial.

As disfunções temporomandibulares (DTM) designam, de uma forma geral, as alterações que afectam as articulações temporomandibulares (ATM) e/ou os músculos da mastigação. Estas articulações e músculos são responsáveis pelos movimentos de abertura e fecho da boca, e asseguram funções como a mastigação, a fonação e a deglutição.

A manifestação mais frequente é a dor crónica, que se manifesta quer na região da face quer na cabeça, sendo que a dor de cabeça faz parte dos sintomas mais frequentemente relatados pelos pacientes. Outros sintomas incluem dor ou limitação na abertura ou fecho da boca, dificuldade em mastigar, cansaço nos músculos da mastigação, bloqueios da mandíbula e ruídos nas ATM.

Existem alguns factores que podem desencadear a manifestação da disfunção, entre os quais traumatismos e hábitos como apertar ou ranger os dentes (bruxismo), roer unhas, mascar pastilha elástica, entre outros. Factores como o stress e a ansiedade podem agravar os sintomas e aumentar a intensidade da dor. Antigamente acreditava-se que o mau posicionamento dentário era um factor determinante, mas vários estudos têm demonstrado que a percentagem de DTM com origem na má oclusão dentária é muito pequena.

Os tratamentos são na maioria das vezes conservadores e apresentam excelentes resultados (terapia cognitivo-comportamental, placas interoclusais, termoterapia, massagem, exercícios mandibulares, punção seca, entre outras técnicas).

A falta de informação relativamente a este tipo de patologias pode conduzir a um diagnóstico tardio, com o consequente agravamento dos sintomas e atraso na recuperação. É essencial o reconhecimento dos sintomas para procurar tratamento numa fase precoce. Um correcto diagnóstico é fundamental para estabelecer um plano de tratamento adequado.

A nossa equipa de Medicina Dentária do CMM – Murtosa conta com profissionais com formação diferenciada nesta área, disponíveis para esclarecer as suas dúvidas e proporcionar um tratamento adequado, numa abordagem multidisciplinar.


A Equipa de Medicina Dentária do CMM - Centro Médico da Murtosa

Dra. Tânia Cavaco, Dra. Sofia Vaz Cabral, Dra. Ana Filipa Moutela e Dr. José Antunes 


20 de Março de 2017